domingo, 12 de abril de 2009

Coelhinho da Páscoa

Pé ante pé
no quarto silencioso
mergulhado no escuro,
avança sorrateiro.

Visitante misterioso
de passos matreiros,
pegadas brancas o denunciam.

Espalha prendas:
ovos coloridos
recheados de fantasia!

Os céticos dizem: – bobagem!
Mas existe bobagem mais bela
que um sorriso de criança?

5 comentários:

O bEM viVER disse...

Oi,

Parabéns pelo blog, um encanto.

O versiho sobre a páscoa, açucarado, como algodão doce.

Bj,

Lena

Luísa disse...

Uma bobagem para ti..tal como um docinho de páscoa, na mão de uma criança!
Brijinho terno!

Priscila Machado. disse...

Sorrisos podiam ser vendidos
em pedaços, feito doces de vó.
O bom é que podemos fabricá-los com pequenos gestos.
Lindos os versinhos.


Obrigada pela visita! Abraços!

Dani Santos disse...

... sorrisos que enchem a casa.

Adoro esse gosto de coisa leve que há em palavras tuas. parecem doce.

Abraço de algodão doce pra ti;

Marcel Angelo disse...

Gostei desse blog.. Sinceramente, o tom de infancia...

As vezes tenho vontade de esmigalhar alguns chatos rabugentos que dizem que a infancia está morta tratam de escrever coisas amargas e estéreis...
Velhos rabugentos que asfaltaram a Terra do Nunca...

Acho que essa gente deveria ler a versão original de Peter Pan...

Me senti bem com esse blog, valeu a visita^^.