quinta-feira, 7 de maio de 2009

A Canção Amarela

Via estrelas quando fechava os olhos.

Estrelinhas que não doíam,

embalavam.


Arrepiava suspiros quando abraçava,

dependurando-se,

o galho forte da árvore.


Vibrava sonhos correndo atrás da bola

para platéias invisíveis.


Mergulhava em cores

em piscinas de bolinhas.


Era criança

de olhos fascinados

e pedia ao músico

a canção amarela.



Quando pequeno, meu irmão se encantava com Yellow Submarine dos Beatles e me pedia repetidas vezes para que tocasse a canção no teclado.


Imagem: StarStore

4 comentários:

Dani Santos disse...

Em "Meu amigo pintor", da Lígia Bojunga Nunes, amarelo pe a cor do contentamento. É também a cor da bolsa, em "A Bolsa Amarela". É talvez a cor das coisas que só conseguimos alcançar com o coração... como crianças...

Reis disse...

O sonho de criança será eterno enquanto o coração não endurece.. Parabéns a essa dupla dinâmica.Estive ausente, tento retornar.
Sucesso!

Marcel Angelo disse...

Quando eu era pequeno eu amava a canção da estrela, acho que era essa, do Clube da Esquina...

Ari Pheula disse...

=)

Amei.

Bjos