domingo, 29 de março de 2009

Arca do Tesouro

Uma criança sentada
no piso atapetado da sala
perde-se em seu mundo.

Encontra-se em seu mundo
de tanto procurar
tesouros enterrados
por piratas caolhos
com chapéus de três pontas.

Uma criança de três cores
brinca compenetrada
pintando seu rosto
com as cores do carnaval
que não chegou ainda
(que nunca foi embora).

Uma filho observa
o pai deitado no tapete
buscando tesouros,
cobrindo-se de ouros,
desfrutando sonhos
que não confessa.

Uma criança descobre
deitada no tapete
uma outra criança
que esqueceu de crescer.

6 comentários:

Juliana disse...

Tal como o País das Maravilhas, a Terra do Nunca, este cenário aparentemente simples que você construiu com palavras é um belo lugar para sonhar...

=)

Achei o link por aí e vim conferir...
Muito bom!
Desejo ventura ao seu novo cantinho!

brasileirinha disse...

OBRIGADA PELA VISITA. VIM RETRIBUIR. BOM FINAL DE SEMANA.

Ramon de Alencar disse...

...
-Que lindo!!!!!enterneci-me..

Dani Santos disse...

... palavras de se pensar nesses mundos de dentro. na criança que ainda brinca em nós, a descobrir mundos no mundo.

Luísa disse...

Estas voltas e mais voltas que damos no nosso interior, levam-nos ao imaginário, à criatividade, ao estimular das viagens na nossa carruagem de ideias...
Dás "uma carona"?

Beijinho terno!

ivandro disse...

O texto e seu ficou muito bom.